Migrando….

Blog migrado para:

http://blog.diraol.eng.br

1 ano e 1011 meses

1 ano e 1011 meses de muitas alegrias, bons momentos juntos, muito apoio. Uma companheira para todos os momentos, bons e ruins.
Uma pessoa que sabe o que precisa ser dito, que não tem medo de ser honesta, pois sabe que só com honestidade e sinceridade é que se caminha.
Que venham muitos outros dias 30, sempre trazendo momentos de alegrias, conquistas, e emoções.
Aliás, nossa breve comemoração foi na peça Aldeotas, que se encerrou neste domingo no TUCArena. Muito boa a peça! Se entrar em cartaz novamente eu recomendo!!! E depois fomos ao Hobby Lanches junto de nosso amigo Xixo um amigo dele (que esqueci o nome agora… ops!). Também é uma boa recomendação de local para um lanche.

Dée, Te Amo Muito, obrigado por tudo, espero poder sempre contribuir para que sua vida seja um pouquinho melhor!
=)

Bjs,

Di

Pôr do Sol – Jardim Botânico

Jardim Botânico – Curitiba – PR – 11/06/2009
Acompanhado de uma pessoa maravilhosa!!

Tipo de imagem: RAW (Formato de imagem RAW)
Largura: 3008 pixels
Altura: 2000 pixels
Modelo da câmera: NIKON D40
Data da foto: 2009:06:11 17:35:13
Tempo de exposição: 1/124 seg.
Taxa de velocidade ISO: 720
Distância focal: 55,0 mm

Garota de ….


Garota de Ipanema
por: Vinicius de Moraes / Antonio Carlos Jobim

Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela menina
Que vem e que passa
Num doce balanço
A caminho do mar

Moça do corpo dourado
Do sol de lpanema
O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que eu já vi passar

Ah, por que estou tão sozinho?
Ah, por que tudo é tão triste?
Ah, a beleza que existe
A beleza que não é só minha
Que também passa sozinha

Ah, se ela soubesse
Que quando ela passa
O mundo inteirinho se enche de graça
E fica mais lindo
Por causa do amor


TE AMO!

Fico Assim Sem Você

Show da Adriana Calcanhoto
São Paulo – 16/05/2009 – HSBC Brasil
Simplesmente D+!
Com a companhia perfeita!

Fico Assim Sem Você
Claudinho E Buchecha
Composição: Abdullah / Caca Moraes

Avião sem asa,
Fogueira sem brasa,
Sou eu assim, sem você
Futebol sem bola,
Piu-piu sem Frajola,
Sou eu assim, sem você…

Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim…

Amor sem beijinho,
Buchecha sem Claudinho,
Sou eu assim sem você
Circo sem palhaço,
Namoro sem abraço,
Sou eu assim sem você…

Tô louco prá te ver chegar
Tô louco prá te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração…

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo…

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo

Por que? Por que?

Neném sem chupeta,
Romeu sem Julieta,
Sou eu assim, sem você
Carro sem estrada,
Queijo sem goiabada,
Sou eu assim, sem você…

Você…

Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim…

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas prá poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo…

Por que? Por que? (4x)

Lugar agradável, companhia perfeita!

Nessa sexta, depois de um cansativo dia de trabalho, fui buscar minha queria e amada namorada no trabalho, e ela me indagou aonde iríamos comer.
Ela não estava muito disposta para comer, apesar de estar com fome, então dei algumas sugestões e decidimos por ir à padaria Letícia, aqui do lado de casa, que tem uns lanches muito bons!
No meio do caminho avistei uma “Casa da Parmegianna”, ou algo assim. Não conhecia o lugar, mas não sei o porque comentei com ela. Ela gostou da idéia, e pediu para parar. Só que eu já havia passado, então tive que dar a volta. Como era numa avenida (Pompéia), a volta é um pouco mais trabalhosa. rs
Enquanto tentava dar a volta na Avenida, passamos por um simpático bar-restaurante, chamado “Santa Zoé”, e ela disse que há muito gostaria de conhecer o lugar. Então decidimos parar para comer ali mesmo. Porém, na rua não tinha lugar para parar. Então lá fui eu dar uma outra volta (dessa vez mais simples!) para tentar estacionar.
Lógico que eu disse a ela que fechasse os olhos dali em diante, se não mais algumas voltas viriam a ser necessárias.
Estacionei o DOM há uma quadra do lugar, e fomos caminhando até lá.

Ao chegarmos, logo fomos acomodados em uma mesa para dois. O lugar era tranqüilo e agradável. Ela havia visto, na entrada, um cartaz com o prato principal da casa, a “Picanha no Recháud”, acompanhada de arroz, fritas, legumes, farofa e vinagrete, além de um pãozinho. Foi amor à primeira vista.
Assim pedimos a tal da “Picanha no Recháud“, que serve duas pessoas (serve bem, diga-se de passagem), e também um suco de abacaxi com hortelã (natural e muito bem feito) e uma água.
Foi uma noite super agradável, com a melhor companhia possível, e com uma ótima comida. A carne estava fantástica!

Bem, fica ai a minha sugestão de lugar para jantar.
Ah, o custo do prato é de R$54,00. Considerando que serve duas pessoas até que não é tão caro.

Ah, e também tomamos a liberdade de dizer que o anúncio da promoção de dia-das-mães que estava na mesa estava com um erro de português (2 na verdade). rs Lógico que oferecemos uma sugestão de melhoria!

Acho que é isso.
Para quem quiser experimentar, o endereço é: Rua Cotoxó, 522 – Perdizes.

Dée… Te Amo!

"Criança, a Alma do Negócio"

http://mais.uol.com.br/view/gc439u8dh7oo/crianca-a-alma-do-negocio-04023964D8A17326?types=A&

Primeira coisa….. “Mexem com a cabecinha deles, porque é bem imatura né, a criança é vulnerável, ela vai ver ela vai querer”….
Como se os “jovens” e “adultos” não fossem também. Como se as milhares propagandas que nos bombardeiam minuto a minuto não nos influenciassem. Ou será que nós compramos uma Coca-Cola porque ela realmente tem “bolhinhas refrescantes que matam a sede instantâneamente”? Como diria meu professor, João Furtado, se algum dia alguém descobrir uma Coca-Cola que tem aquelas bolhas ultra-refrescantes do lado de fora, por favor, me avise que eu vou comprar na hora!

Aliás, as crianças realmente são muito mais expostas às propagandas do que os adultos, mas os adultos são MUITO influenciados pelos comerciais… isso quer dizer que os adultos são mais “fracos” (ou tão quanto) as crianças?? Principalmente se pensarmos que uma boa parte das propagandas reforça que os pais devem satisfazer as vontades das crianças, devem fazê-las felizes comprando o que elas pedem. E ai os pais acabam reforçando a lógica sobre as crianças… ou estou errado??

“O desejo de comprar passa a ser a coisa em si”.
Será que é só com as crianças que existe essa inversão entre “fins” e “meios”? Ou será que a maioria das pessoas trabalha para ganhar dinheiro?
Será que as pessoas vão à livraria pois querem ler um livro ou pois querem comprar um livro?
Qual é o fim para os adultos? O objeto comprado ou o ato de comprar?

Será que existe alguma semelhança entre a criança que pede um brinquedo e brinca apenas uma vez com ele, e a mãe ou o pai que compra um vestido (ou outra roupa) mas só o utiliza uma vez?

Aliás, só relatando, tenho uma tia que fez luzes no cabelos dos filhos com menos de 3 anos… um deles ainda era de colo…..

Complicado ver uma mãe falando que as propagandas não condizem com o que deveria ser relativo ao mundo de crianças, mas mesmo assim elas dão às crianças os produtos dessas propagandas. Mas ela não conseguem ver a relação entre essas coisas. Muitas vezes os pais não conseguem ver que as meninas não usariam roupas “que realçam suas características” se os pais não comprassem.
Aliás, a maioria dos exemplos “clássicos”[esteriotipados] são relacionados às crianças do sexo feminino…

Bem, estão ai algumas reflexões que me ocorreram durante o documentário.

Acho que vale à pena todo mundo assistir e refletir!

Temos que pensar por todos os lados.
Enquanto alvo diretos das propagandas, enquanto pais, ao dar algo a nossos filhos, enquanto profissionais, ao trabalharmos na criação de um propaganda ou na venda/produção de um produto. Acho que falta reflexão vinda de todos os lados. E do lado dos profissionais eu ainda apelo à Ética!

Bem… fica a sugestão de leitura!

Abs,

Diego

FINALMENTE!! COMPREI!!! =)

Finalmente tenho uma DSLR!!!! =D Suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuper Feliz… rs…

Quero agradecer muito a você, Haydée, que me deu muita força pra correr atrás desse sonho! 😉 TE AMO!!!


Dia Internacional da Mulher

Até ano passado (eu acho), não concordava muito com a idéia de um “Dia Internacional da Mulher”. Achava, de alguma maneira, uma certa discriminação para com as Mulheres.
Mas a vivência, o convívio, o debate, o erros e a reflexão nos mudam muito, e felizmente eu tenho alguém do meu lado há quase 1 ano e meio que me faz passar por todas essas experiências e olhar pra elas de forma consciente.

Percebi neste último ano de reflexão que tenho muito a aprender sobre a sociedade e, principalmente, sobre eu mesmo.

Percebi que o Dia Internacional da Mulher não é um dia de homenagem, um dia de festa. Mas sim um dia de reflexão: para pararmos e refletirmos sobre como estamos nos relacionando com o outro gênero; um dia de luta: para tentar deixar de lado vícios sociais que estão em nós introjetados; um dia de repensar os valores e buscar um pouco mais o caminho da igualdade, do respeito e da ética.

Quero aqui deixar as minhas mais sinceras desculpas a todas as mulheres que tratei de forma injusta, que subjulguei em algum momento, que não respeitei como merecia ser respeitada, que não olhei como mereceia ser olhada.

Peço aqui a todas vocês que, sempre que se sentirem pressionadas, por uma questão de gênero, que se manifestem! Que se indignem, e que esta indignação se transforme numa ação transformadora. Não sejam pacíficas. Utilizem o poder da palavra para combater a injustiça que existe no mundo.

Quero deixar aqui expresso o meu mais profundo agradecimento a você , Haydée, que tanto tem mudado a minha vida, com muito Amor, apoio, críticas, carinho, compreensão. Que tem feito cada dia da minha vida um dia único e especial, sempre cheio de novidades, cada dia mais maravilhoso que o dia anterior. Que está sempre ao meu lado, me ajudando a conquistar meus sonhos e me incentivando a ter novos sonhos.

Expresso também meu sentimento de admiração por todas mulheres que lutam para mudar essa realidade nefasta em que vivemos, por todas vocês que tomam decisões, mesmo que contrariando parentes, líderes religiosos, amigos, etc. Que vocês continuem sendo um exemplo, não só para as mulheres, mas também para todas as cidadãs e cidadãos, para que todos parem e reflitam sobre o Agir para mudar o que entendemos estar errado.
Que todos lutemos por um mundo mais digno, no qual uma pessoa não é considerada melhor pela cor de sua pele, de seu cabelo, pelo carro em que anda, pela casa em que mora, pelo gênero, ou pelo diploma que possui. Somos todos seres humanos, todos com defeitos e virtudes. Todos têm seu direito de ter opinião, e de serem respeitados igualmente, independente do que pensam.

Que este seja só mais um dia de uma dura luta em busca de um mundo mais justo.

Não parem de lutar para transformar!

Dée, Te Amo! Muito! Minha amada guerreira, justa e bondosa.

Sociedade X Microsoft

Segue abaixo um email que escrevi sobre a questão de a Microsoft tentar forçar um segundo “padrão” para formatos de arquivo de Escritório. Escrevi isso em meados de 2008, portanto cuidado com as referências temporais! rs…

Tentativa “rápida” de explicar o contexto:
Na informática, dentro do campo dos documentos de escritório (textos, planilhas, etc) a ISO certificou o ODF como formato padrão (Maio/2006).
Há uma ano atrás (2007) a micro$oft lançou o OOXML como formato padrão do Office 2007 (para o word, por exemplo, é o “.docx”). Vale o comentário de que os arquivos criados no padrão do Office 2007 NÃO abrem em nenhuma outra versão do Office e nem em outras suites de escritório. Hoje já existem alguns patches (correções e/ou alterações) que podem ser instalados que fazem com que outras suítes abram tal formato, mas é algo bem precário e deficiente. Além disso, nenhuma versão do Microsoft Office abre os arquivos ODF (padrão ISO).
Assim que lançou o formato (OOXML), a micro$oft entrou com um pedido na ISO de reconhecimento do OOXML como padrão internacional (sim, a proposta deles é que se tenham dois padrões para a mesma coisa).
Na primeira reunião da ISO o padrão da Micro$oft foi aprovado – na primeira parte do processo, mas ocorreram várias denúncias com relação às pessoas (representantes de vários países) presentes na reunião. As notícias abaixo explicam um pouco melhor a situação.
Notícia 1 – Voto dinamarquês aprovando o Office Open XML da Microsoft é questionado por membro do comitê técnico
Notícia 2Noruega pede para suspender seu voto ‘Sim’ ao padrão Open XML
Notícia 3Fundação Ubuntu (Shuttleworth) reforça apelo da África do Sul contra o OOXML na ISO
Outras Notícias
Bem, algumas considerações:
– O padrão proposto pela micro$oft não está “fechado/redondo”, eles fizeram alterações e reformulações desde que entraram com o pedido de reconhecimento de padrão.
– A micro$oft, como já dito, quer que hajam dois padrões internacionais para um mesmo tipo de documento.
– O formato proposto pela micro$oft não é um “padrão livre” (não sei se esse é o termo mais correto), ou seja, as especificações podem até estar disponíveis, mas para utilizá-las, até aonde eu sei, deverão ser pagos royaltes, enquanto o formato ODF é um padrão totalmente aberto e livre, qualquer pessoa pode ver e utilizá-lo.
Para mais informações e considerações (muito mais refinadas e detalhadas do que estas que eu coloquei), vejam o site abaixo do Gpopai (grupo da USP que discute Políticas Públicas para o Livre Acesso à Informação):
http://www.gpopai.usp.br/wiki/index.php/Pesquisa_pessoal

Glossário:
ISOInternational Organization for Standardization – Organização que certifica e diz quais são os padrões mundiais, seja um formato de arquivo digital, seja um padrão de qualidade para engenharia civil, e etc.
http://www.iso.org/iso/iso_catalogue.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/ISO

ODF – OASIS Open Document Format for Office Applications (ou, simplificando, Open Document Format) – Padrão aberto para documentos digitais de escritório já reconhecido e certificado pela ISO – padrão utilizado, inclusive, no OpenOffice (ferramenta de escritório aberta (e gratúita) concorrente do Microsoft Office).
http://www.oasis-open.org/committees/office/
http://br.odfalliance.org/ – ODF Aliance no Brasil
http://pt.wikipedia.org/wiki/ODF

OOXML – Office Open XML – Formato de documento digital de escritório criado pela Microsoft.
http://msdn.microsoft.com/en-us/library/aa338205.aspx
http://en.wikipedia.org/wiki/Ecma_Office_Open_XML

XML – eXtensible Markup Language – É uma linguagem padrão para WEB, certificada pela W3C, de hierarquia de informações.
http://www.xml.org/
http://www.w3.org/XML/
http://pt.wikipedia.org/wiki/XML

W3C – World Wide Web Consortium – Consórcio mundial de empresas que cria/certifica padrões de criação / interpretação de conteúdos para a WEB.
http://www.w3.org/
http://pt.wikipedia.org/wiki/W3C

Notícias
Notícia 1:
http://computerworld.uol.com.br/infra_estrutura/2008/05/16/voto-dinamarques-aprovando-o-office-open-xml-da-microsoft-e-questionado-por-membro-do-comite-tecnico/
Notícia 2:
http://computerworld.uol.com.br/mercado/2008/04/02/noruega-pede-para-suspender-seu-voto-sim-ao-padrao-open-xml/
Notícia 3:
http://www.gremio.poli.usp.br/diraol/ooxml1.html
Outras Notícias:
http://www.gpopai.usp.br/wiki/index.php/Sobre_o_ODF